Obama vence

4 11 2008

Em Dixville Notch, New Hampshire. A pequena localidade abriu as urnas à meia noite de hoje, votaram 21 pessoas, tendo Barack Obama vencido numa proporção de 15-6.

Em 2004 o vencedor foi George W. Bush.

Anúncios




Obama: novos anúncios

30 10 2008

Neste primeiro anúncio, a campanha de Barack Obama faz a apologia de que John McCain será um terceiro Bush.

Neste anúncio, mais positivo, Barack Obama destaca que apoios de personalidades como Warren Buffet ou Colin Powell, significam que as pessoas estão a unir-se em torno de um objectivo comum, mais do que de um candidato.





Powell apoia Obama

25 10 2008

O ex – Secretário de Estado de George W. Bush declarou, no programa “Meet The Press”, o seu endorsement ao candidato democrata Barack Obama. Não se trata propriamente de uma surpresa, uma vez que já há muito que tal era veiculado pelos media. O timing do anúncio será apenas uma questão de estratégia eleitoral.





Convenção Republicana III

3 09 2008

Laura Bush apresenta George W. Bush, via satélite:





Convenção Republicana I – 1º Dia a meio gás

3 09 2008

A Convenção Republicana começou na segunda feira, com a intenção de nomear oficialmente John McCain e Sarah Palin como candidatos do Partido Republicano à Casa Branca. No primeiro dia, os trabalhos da Convenção foram reduzidos ao mínimo, devido à passagem do Furacão Gustav pelo sul do País, atitude que John McCain justificou com o seguinte:

“I pledge that tomorrow night, and if necessary throughout our convention… to act as Americans, not Republicans”

Esta é sem dúvida uma declaração pela qual espera ser felicitado, tal e qual como se o partidarismo fosse algo estranho a uma convenção política. Para pensar desta forma, McCain não deve ter visto a Convenção Democrata e, particularmente, o discurso de Barack Obama, com boa parte do tempo a ser dispensado para ataques ao Presidente George W. Bush, ao Partido Republicano e ao próprio John McCain.

Esta foto, presente no site da Casa Branca, do Presidente George W. Bush a celebrar o 69º aniversário do Senador John McCain. A foto foi produzida exactamente no dia 29 de Agosto de 2005, no qual a catástrofe Katrina se abateu sobre Nova Orleães. Mas existem outros motivos:

Primeiro: Ter, numa Convenção, todos os republicanos a concordar com a total inexperiência de Obama, enquanto o furacão Gustav varria novamente o Sul do País, só iria lembrar o pouco que a administração republicana fez na altura e que a inexperiência é algo comum aos dois partidos.

Segundo: A campanha de John McCain compreende perfeitamente que quanto mais os Democratas o conseguirem associar com Bush, mais independentes irão acreditar que o seu primeiro mandato será igual a um terceiro mandato de Bush. Não obstante esta certeza, McCain não poderia dizer ao presidente em exercício (que metade do seu Partido ainda adora) para ir fazer outra coisa, com medo de alienar os apoiantes de Bush. O Furacão retira, convenientemente, Bush da Convenção.

Mais: A possibilidade de fazer da Convenção um memorial às vítimas do Katrina permite não criticar directamente as crenças e capacidades políticas de Bush, mas antes afirmar que, com McCain é possível fazer melhor. Assim mantém a sua postura de Maverick, essencial com os eleitores independentes, e não belisca o apoio dos tradicionais eleitores do GOP.





“O efeito Bush”

6 07 2008

A Gallup analisa as repercussões que o Presidente George W. Bush está a ter na corrida presidencial norte-americana.





Bush critica; Obama responde; McCain contra-ataca

19 05 2008

No Knesset (Parlamento Israelita), George W. Bush criticou aqueles que propõem um diálogo com os vários grupos islâmicos.

.

Em Watertown, South Dakota, Barack Obama respondeu aos comentários do actual Presidente, ligando-o a John McCain.

.

John McCain numa convenção da National Rifle Association, no Kentucky, respondeu às declarações de Barack Obama sobre si e as suas propostas no âmbito da segurança nacional.